terça-feira, 5 de setembro de 2017

Textual description of firstImageUrl

Donos de Hotéis querem restringir Airbnb no Brasil.


Entidades já promovem ofensiva em várias Câmaras Municipais pelo Brasil, algumas cidades já debatem o assunto para restringir Airbnb no Brasil.


Uma grande ofensiva de entidades que representam os donos de hotéis no Brasil, estão querendo impor restrições aos serviços de hospedagem em imóveis residenciais, conhecido por "airbnb", que anda atraindo muitos turistas nos últimos anos.



                                                                                                                                               



O que é o "Airbnb".


Imagem, homem com um celular na mão com o slogan do site Airbnb em um quarto com uma cama branca.

O airbnb é um site que proporciona a comunicação entre os turistas do mundo inteiro e proprietários de imóveis dispostos a alugar. 

O ponto mais importante é o valor, há camas em quartos compartilhados por R$20,00, R$40,00, quanto maior o conforto maior será o valor, mas não se compara com uma diária em um hotel tradicional.

No Brasil o airbnb ainda não é muito popular como no exterior, porém a cada dia que passa mais pessoas vem conhecendo esse serviço e aderindo a essa nova forma de mercado de hospedagem.

* Quer viajar pelo mundo trabalhando? Trabalhe em navios cruzeiros, veja como aqui!

Depois de se cadastrar no site o dono do imóvel ou até de um quarto vago em casa, deixa disponível este espaço para alugar,e os turistas fazem suas buscas e depois de encontrar o lugar eles entram em contato com o anfitrião que tira todas as duvidas sobre como fecharão o negócio.




E com todo esse sucesso promissor do airbnb no Brasil Representante de Redes de Hotéis, estão preocupados, com o que chamam de, uma concorrência desleal, em pelo menos três cidades ( Fortaleza, Salvador e Vitória), vereadores já apresentaram propostas que buscam restrições, como proibir o serviço em certas áreas da cidade, um cadastro de quem aluga, e o pagamento de ISS aos locadores mesmo por hospedagem inferior a trinta dias, o que causaria um aumento para os locatários.

Com a regulamentação do serviço pelo governo, quem sairá perdendo com certeza é o turista que não achará mais aqueles preços "amigáveis", e o locador que terá que pagar impostos e consequentemente terá que aumentar os valores para hospedagem, o que poderá afastar potenciais futuros clientes.

Isso mais parece um lobby por parte das grande companhias de hotéis que não querem perder uma fatia de seus clientes para esse serviço, parecendo muito com os aplicativos de carona compartilhada ou até mesmo o Uber que anda tendo muita dificuldade de se estabelecer no Brasil.

Pessoal deixem seus comentários aqui no blog, pois isso ajuda muito em nossa divulgação, e sintam-se á vontade para curtir nossa pagina do Facebook, Blog do Sidnei Paiva-Politica e Sociedade! E assinem nossa Newsletter, e receba nossas matérias por e-mail, pois temos conteúdos relevantes constantemente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Matérias Por E-MAIL!

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Curta Nossa Pagina no Facebook